• Fábio Diniz

Sifu: o nome do professor de Kung Fu

Em uma academia de kung fu, é muito comum ouvirmos algumas palavras em chinês ao longo das aulas. Hoje vamos falar um pouco sobre isso e os significados de algumas palavras.


Nas artes japonesas, os alunos utilizam a palavra “sensei” para o professor ou instrutor. A palavra deriva dos ideogramas sen [先] que significa antes e sei [生] que significa nascimento e vida. Ou seja, a palavra literalmente significa aquele que nasceu antes. Isso indica que chamar alguém de sensei é reconhecer a experiência da pessoa em determinada área.


Já no kung fu, utilizamos a palavra “sifu” (em cantonês) ou “shifu” (em mandarim). A palavra é formada também por dois ideogramas: si [師/师] significa "pessoa qualificada" ou "professor", enquanto fu [父] é "pai". Podemos perceber aqui a relação próxima que se constrói entre um aluno, seu professor e também em relação à sua escola de kung fu.

A figura de “pai” no kung fu representa realmente a figura do mestre que acompanha o aluno por todo seu caminho e sua evolução. Um pai deve cuidar de todos os seus filhos, não importa quantos sejam, e se preocupar com cada um deles. Um pai tem também a responsabilidade de garantir que todos os seus filhos tenham condições de enfrentar as dificuldades da vida.

Uma grande responsabilidade, não é mesmo?


Se temos essa relação familiar entre professor (pai) e aluno (filho), da mesma forma usamos as palavras “sihing” e “sijeh”. A primeira significa irmão mais velho e a segunda irmã mais velha. Os instrutores ou os alunos que tem mais tempo de treino cuidam daqueles que tem menos experiência e os ajudam a aprender.


Aqui no Brasil, muitas pessoas, escolas ou organizações tornaram palavras como “sifu” um título concedido a um professor. Em alguns casos existem pré-requisitos, em outros o título vêm por decisão de um mestre... Porém se pensarmos sobre o significado que discutimos da palavra, os termos “pai” e “família” são determinados pela relação humana e pelo sentimento que surge e que é cultivado entre as pessoas.


E a partir dessa ideia podemos concluir que a palavra “sifu” só terá realmente sentido se for sentida dentro do coração de um aluno de kung fu. Afinal, ao contrário do que muitas vezes podemos pensar, o mestre não pode escolher seus discípulos ou exigir nada. A única pessoa que pode escolher qualquer que seja o mestre e decidir seguir seus ensinamentos, é justamente o aluno.


E então? Achou interessante a reflexão? Você pode saber mais sobre o Kung Fu clicando aqui.

22 visualizações
WhatsApp-Logo.png

Rua Coelho Neto, 465 - Vila Itapura | Campinas - SP - Brasil

© 2018 Academia Dragão Chinês Kung Fu

Logo Novo.png
WhatsApp-Logo.png