• Fábio Diniz

Arte Marcial ou Esporte?

Atualizado: Jul 20

Hoje em dia, existe uma abordagem esportiva do kung fu e de outras artes marciais. Através da prática e das competições, muitas pessoas desenvolvem o esporte em diversas modalidades como judô, karatê, taekwodo, jiu jisu e muitas outras.


Na segunda metade do século XX, com a República Popular da China, o governo comunista chinês criou o Wushu Moderno no intuito de nacionalizar o Kung Fu como prática desportiva e elemento de identidade nacional. Grandes mestres da época adaptaram técnicas de seus estilos tradicionais para um novo estilo moderno unificado, visando não mais a defesa pessoal, mas sim o desenvolvimento atlético.


Este novo esporte deveria ser baseado nos movimentos do Kung Fu tradicional e, portanto, deveria expressar a marcialidade e o espírito de luta, excluindo-se qualquer conteúdo filosófico ou doutrina que não se enquadrassem nos moldes desportivos.


O Wushu Moderno é um esporte de competição com duas modalidades principais: Taolu ou Kati (formas) e Sanda (combate). Ao tornar-se um esporte oficial na China, o Wushu Moderno passou a ser ensinado nas escolas e universidades.


Nas competições de combate, os atletas realizam a luta com regras e equipamentos de proteção. O objetivo é´vencer os rounds por pontuação ou obter o nocaute.


Já nas competições de formas, os atletas apresentam as sequências de movimentos e golpes e recebem uma nota pela execução da forma.


Acredito que todas as modalidades esportivas podem proporcionar vários benefícios aos seus praticantes. O esporte pode fazer isso ao atuar em várias dimensões, como prática recreativa, educativa, profissional, sociocultural e também um meio de melhorar a saúde.


Porém, limitar a arte marcial apenas à dimensão esportiva significa limitar sua riqueza de conteúdos e possibilidades, deixando de lado outros conceitos e virtudes.


O kung fu, que surgiu como uma prática para a guerra e defesa pessoal, transformou-se ao longo do tempo em uma prática que busca o desenvolvimento completo do ser humano. Isso manifesta-se na procura por um aperfeiçoamento das capacidades físicas e técnicas, no trabalho com a mente, no equilíbrio emocional e no embasamento do kung fu em um conjunto de valores éticos que formam o praticante.


Acredito que todas essas características podem ser aplicadas ao esporte também, porém representam algo independente e que pode estar presente na vida de todas as pessoas que buscaram a prática da Arte Marcial, mesmo que não participem de competições esportivas.


A nossa escola busca transmitir aos seus alunos justamente esse conceito amplo e formador de Kung Fu para a vida.


E você? Pratica Arte Marcial? É um atleta e participa de competições? Busca o desenvolvimento pessoal?

15 visualizações
WhatsApp-Logo.png

Rua Coelho Neto, 465 - Vila Itapura | Campinas - SP - Brasil

© 2018 Academia Dragão Chinês Kung Fu

Logo Novo.png
WhatsApp-Logo.png